terça-feira, 11 de agosto de 2015

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Off Summer Fest - KIKA em Famalicão

Off Summer Fest
KIKA
Full House Dj's + Cor de Canela Dj's
19 de setembro| 21h30 | Anfiteatro do Parque da Devesa
Entrada: livre
M/6
Duração: 100 m

Estudante desde criança num colégio internacional, a aprendizagem bilingue fez com que traga o inglês na ponta da língua, da mesma forma que carrega o português no coração. Mas foi também no colégio que Kika compreendeu que, no que à música dizia respeito, queria aprender muito mais do que estava integrado no currículo. Escolheu a escola que queria frequentar e para lá se encaminhou, com a mãe. «Só que, como não havia lugar para estacionar, fomos à do lado». Quando entraram, foram recebidas por uma cara familiar. «O Arlindo Silva estava à porta. Disse logo à minha mãe que era ali que queria ficar». Além de dono da JAHAS, Academia de Artes – Rockschool, Arlindo Silva é violinista da Orquestra da Casa da Música e professor no colégio onde a Kika estuda. A mãe perguntou a Kika de onde se conheciam, longe estava, então, de saber a importância determinante que o violinista viria a ter no percurso da filha.

Todos os sábados, na JAHAS, é levado a cabo um combo, uma reunião musical com todos os estudantes. Foi aí que Arlindo Silva se apaixonou pela voz da Kika e viu o seu tremendo potencial. «Até aí, achávamos que só nós é que gostávamos», confessam os pais. E eis que surge Dan McAlister, o músico britânico há muito radicado em Portugal, também professor no mesmo colégio e na JAHAS. «Ele e o Arlindo começaram a falar entre eles… Eu estava com o Dan, numa banda, na escola, e ele tinha algumas canções compostas. Quando me perguntou se eu estava interessada em cantá-las, começámos a trabalhar juntos».
Novo disco em 2015.

Full House ( Simão Gonçalves e Filipe Sousa )
Cor de Canela (Sónia Azevedo, Joana Azevedo e Diana Dias)

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Ana Bola Sem Filtro CANCELADO. Nova data anunciar oportunamente.


Espetáculo de Teatro/Comédia  - Ana Bola Sem Filtro , foi CANCELADO. Nova data anunciar oportunamente.
Caro Público.
Vimos pelo presente informar, que o espetáculo de Teatro/Comédia  - Ana Bola Sem Filtro, previsto para o dia 20 de Junho de 2015, no Grande Auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, foi cancelado por motivos de saúde de familiar,  o que impossibilita a artista de atuar na data, inicialmente prevista.
Pedíamos aos espetadores que adquiriram o bilhete para o espetáculo, o favor de solicitar, junto da bilheteira da Casa das Artes, a devolução do valor correspondente.
Pedimos desculpa a todos pelos inconvenientes causados.
Para mais esclarecimentos, por favor, contacte a Casa das Artes através do telefone 252 371 297/8 ou o por email bilheteira.casadasartes@vilanovadefamalicao.org
Gratos pela vossa compreensão.
Álvaro Santos
Diretor / Programador da CASA das ARTES de Vila Nova de Famalicão

terça-feira, 16 de junho de 2015

CINEMA PARAÍSO: CINEMA NO PARQUE DA DEVESA - Coprodução:Cineclube de Joane, Casa das Artes/Município de Vila Nova de Famalicão

CINEMA PARAÍSO: CINEMA NO PARQUE DA DEVESA
Entrada Livre


BIRDMAN OU (A INESPERADA VIRTUDE DA IGNORÂNCIA) _ 15 de Julho
Título original: Birdman (EUA, 2014,115 min.)
Realização: Alejandro González Iñárritu
Interpretação: Michael Keaton, Zach Galifianakis, Edward Norton
Género: Comédia Dramática
Classificação: M/12
Riggan Thomson (Michael Keaton) já foi uma grande estrela de cinema. O papel mais marcante da sua carreira foi o de um super-herói chamado chamado Birdman, numa saga que arrebatou as bilheteiras. Hoje, debate-se com problemas financeiros, assiste à desintegração da família e vive atormentado por dúvidas existenciais, enquanto desespera pelo regresso à ribalta. Para isso, resolve montar, na Broadway, uma peça de teatro que, por um lado, prove a todos que o seu talento vai muito para além do papel de Birdman e que, por outro, lhe devolva o estatuto mediático que julga merecer. Mas no caminho para a estreia surgem vários obstáculos. E o maior de todos eles será o seu próprio ego.
Uma comédia negra do mexicano Alejandro González Iñárritu ("Amor Cão", "21 Gramas", "Babel") que tem a particularidade de recorrer ao plano-sequência para dar a ilusão de um movimento contínuo da câmara. O filme abriu o 71.º Festival de Veneza, onde se estreou. Nomeado para sete Globos de Ouro, foi premiado por diversos círculos de críticos de cinema norte-americanos. Além de Keaton, o elenco inclui Edward Norton, Zach Galifianakis, Emma Stone e Naomi Watts.

 
OS MONSTROS DAS CAIXAS (versão dobrada) _ 22 de Julho
Título original: The Boxtrolls (EUA, 2014, 95 min)
Realização: Graham Annable
Vozes (versão portuguesa): Eduardo Madeira, Nuno Markl, Manuel
Marques, Sónia Araújo, Rui Unas
Género: Animação, Comédia
Classificação: M/6
Ponte de Queijais é uma cidade cujos habitantes, endinheirados e cheios de classe, têm um gosto especial por queijos exóticos. Debaixo desta grande metrópole, em cavernas subterrâneas, vivem os monstros das caixas, seres odiados pelos cidadãos de Ponte de Queijais, que acreditam que eles possuem poderes maléficos e que lhes querem roubar as criancinhas (ou, pior ainda, os queijos!).
Porém, a verdade é que se trata de uma comunidade de adoráveis criaturas que, para além da sua enorme propensão para a felicidade, gostam de vestir caixas de cartão como se fossem carapaças.
Quando um menino órfão é encontrado num subterrâneo, estes estranhos seres adoptam-no como se fosse um deles, dando-lhe o nome de Ovos. Todos convivem pacificamente até ao dia em que um perverso exterminador do mundo de cima decide erradicá-los definitivamente e "salvar" a cidade daquela terrível "praga" de monstruosidades. Para construírem uma ponte entre os dois mundos e poderem provar a todos que o que se diz sobre as suas intenções não passa de uma lenda inventada, os monstros das caixas terão de se valer de Ovos, o único ser humano que os conhece verdadeiramente.
Com realização de Graham Annable e Anthony Stacchi, um filme de animação para toda a família que adapta a obra "Here Be Monsters! An Adventure Involving Magic, Trolls, and Other creatures", do escritor e ilustrador Alan Snow", editada em Portugal com o título "Os Monstros das Caixas".
 

KINGSMAN: SERVIÇOS SECRETOS _ 5 de Agosto
Título original: Kingsman: The Secret Service (Grã-Bretanha, 2014, 120 min.)
Realização: Matthew Vaughn
Interpretação: Colin Firth, Michael Caine, Taron Egerton
Género: Comédia, Acção, Aventura
Classificação: M/12
Durante uma missão ultra-secreta, o agente Harry Hart assiste, impotente, à morte de um dos seus colegas. Com alguns sentimentos de culpa, decide visitar a pobre viúva e o seu filho pequeno, Eggsy. Nesse encontro, dá-lhes um número de telefone e uma oferta de ajuda para o que necessitarem. Anos volvidos, Eggsy é já um jovem adulto. Está constantemente metido em sarilhos. Depois de ter ido parar à cadeia pelo roubo de um carro, lembra-se de marcar, pela primeira vez, o número daquele estranho. O rapaz é rapidamente libertado e entregue a Harry Hart que, decidido a dar-lhe a oportunidade de uma vida – e percebendo as suas capacidades fora de série –, o introduz no mundo dos serviços secretos internacionais. A partir desse momento, a vida do jovem Eggsy dá uma volta de 180º… assim como a do discreto Harry e a dos vilões que têm de combater.
Uma comédia de acção realizada por Matthew Vaughn ("Stardust - O Mistério da Estrela Cadente", "Kick-Ass - O Novo Super-Herói", "X-Men: O Início") que se baseia na banda desenhada "The Secret Service", criado por Dave Gibbons e Mark Millar. O elenco conta com a participação de Colin Firth, Michael Caine, Taron Egerton e Samuel L. Jackson, entre outros.
 

GRAND BUDAPEST HOTEL _ 12 de Agosto
Título original: The Grand Budapest Hotel (EUA / Alemanha, 2014,
Cores, 95 min)
Realização: Wes Anderson
Interpretação: Ralph Fiennes, Mathieu Amalric, Adrien Brody, Willem Dafoe,
Harvey Keitel, Jude Law, Bill Murray, Edward Norton, Jason Schwartzman,
Jeff Goldblum, Léa Seydoux, Tilda Swinton, Tom Wilkinson, Owen Wilson
Género: Comédia
Classificação: M/12
A história decorre durante a década de 1930, na fictícia República de Zubrowka. Gustave H, "concierge" num luxuoso hotel, tornou-se célebre pela sua habilidade de satisfazer os hóspedes mais exigentes. Ao seu cuidado está Zero Moustafa, um jovem e muito dedicado paquete que tem por ele uma admiração sem limites e que sonha seguir o seu exemplo. Apesar da crise económica e instabilidade política da época, tudo se passa com relativa tranquilidade até à morte de Madame D., amiga e amante de Gustave, e ao desaparecimento de um valioso quadro renascentista. Acusado injustamente de homicídio e roubo, ele está decidido a provar a sua inocência, limpar o seu nome e salvar o hotel da ruína que se avizinha. A ajudá-lo, terá o jovem aprendiz que, depois de tudo, passou a ser o seu único amigo de confiança…
Uma comédia de época, escrita e realizada por Wes Anderson ("Os Tenenbaums", "Um Peixe Fora de Água", "Darjeeling Limited", "Moonrise Kingdom"), cujo argumento se inspira em vários escritos do romancista vienense Stefan Zweig. O elenco é de luxo e conta com os actores Ralph Fiennes, Jeff Goldblum, Willem Dafoe, Edward Norton, Adrien Brody, Mathieu Amalric, Harvey Keitel, Jude Law, Léa Seydoux, Tilda Swinton, Bill Murray, Saoirse Ronan e Tony Revolori.

OS GATOS NÃO TÊM VERTIGENS _ 19 de Agosto
Título original: Os Gatos Não Têm Vertigens (Portugal, 2014,120 min.)
Realização: António-Pedro Vasconcelos
Interpretação: José Afonso Pimentel, Nicolau Breyner, Joaquim Leitão,
Ricardo Carriço, Maria do Céu Guerra
Género: Comédia Dramática
Apesar dos seus 18 anos, Jó (João Jesus) é já um rapaz desencantado com a vida. Proveniente de uma família disfuncional, criado com pouco afecto e compreensão, acabou por se deixar influenciar pelas piores companhias do bairro. Rosa (Maria do Céu Guerra), com 73 anos, é uma mulher frágil e bondosa que se debate com a incapacidade de lidar com o recente falecimento de Joaquim (Nicolau Breyner), com quem partilhou quase toda a existência. Quando, depois de uma discussão particularmente violenta, Jó é expulso de casa pelo pai, refugia-se no terraço de Rosa, onde decide passar a noite. Na manhã seguinte, a velha senhora descobre o rapaz e decide acolhê-lo em sua casa. Entre os dois nasce uma enorme cumplicidade que, apesar de incompreendida por todos, se torna a cada dia mais forte e verdadeira…
Com realização de António-Pedro Vasconcelos ("Jaime"), uma história incomum sobre o amor e a amizade entre dois seres que, contra todas as probabilidades, se completam nas suas diferenças.
 
MAGIA AO LUAR _ 26 de Agosto
Título original: Magic in the Moonligh (EUA, 2014, 95 min)
Realização: Woody Allen
Interpretação: Colin Firth, Antonia Clarke, Natasha Andrews
Género: Comédia Dramática
Classificação: M/12
Conhecido pelos seus números espectaculares, Wei Ling Soo é um dos maiscelebrados mágicos da sua época. O que poucos sabem é que por detrás daquela carismática personagem existe Stanley, um inglês de poucas palavras que olha o mundo com cinismo e falta de fé. Certo dia, no final de um espectáculo, é abordado por Howard, amigo de longa data, que lhe pede para ir consigo para a Côte d'Azur (França), para desmascarar uma suposta médium que conquistou a atenção de uma família abastada. Sophie, a rapariga em questão, instalou-se na mansão dos Catledge porque a matriarca está convencida de que, com a sua ajuda, poderá comunicar com o falecido marido. Apesar de Stanley a considerar uma fraude desde o primeiro encontro, a verdade é que, para seu assombro, ela demonstra possuir poderes que desafiam todas as explicações científicas. A pouco e pouco, seduzido pela franqueza e encanto de Sophie, aquele homem pragmático descobre um mundo totalmente novo e cheio de mistérios. Assim, ao mesmo tempo que que as certezas de Stanley começam a cair por terra, abrem-se brechas no seu coração…
Uma comédia romântica realizada por Woody Allen, ambientada na Riviera francesa dos anos 1930. O elenco conta com Colin Firth, Emma Stone, Hamish Linklater, Marcia Gay Harden, Jacki Weaver, Erica Leerhsen, Eileen Atkins e Simon McBurney nos principais papéis.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

ORQUESTRA DE JAZZ DE MATOSINHOS em Famalicão em parceria com ATP | 50 ANOS

ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal |50 anos, patrocinador principal, em copodução com a Casa das Artes/ Município de Vila Nova de Famalicão, apresentam:
ORQUESTRA DE JAZZ DE MATOSINHOS
“Uma Viagem pelos tempos do Jazz”
Música |Jazz
 9 de julho | quinta  | 21h30 | Anfiteatro do Parque da Devesa – Dia do Municipio
Entrada: livre
M/6
Duração: 70 m
OJM recria o nascimento e a afirmação das big bands de jazz / Período de 1925 até 1945.
Ilustrar o nascimento e a afirmação das big bands de jazz e dar a conhecer alguns do seus mais ilustres criadores, praticantes e líderes é o objetivo do mais recente projeto da Orquestra Jazz de Matosinhos (OJM).
Neste programa, a OJM percorre três momentos essenciais da história das big bands: as suas origens, perpassadas por uma certa ingenuidade do “jazz sinfónico” e a afirmação do génio de Duke Ellington, um dos mais brilhantes e elegantes condutores de grandes orquestras; o jazz dançante, fase que culmina com a revelação do grande Count Basie; e, finalmente, a época de consagração do swing, com várias personalidades que resistiram ao tempo, entre as quais se destacam Jimmy Lucenford e Benny Goodman.
Este programa, idealizado por Manuel Jorge Veloso e já testado na sua estreia em Matosinhos, confirma a OJM como um conjunto de grande competência técnica e musicalidade, capaz de fazer reviver, muitas décadas depois, os anos pioneiros de afirmação das big bands.
Banda aberta à inovação, à criação de um repertório contemporâneo próprio e à colaboração com grandes solistas e maestros consagrados, a OJM mostra, neste concerto, uma notável capacidade de mergulhar na história do jazz e de fazer reviver momentos e ambientes inesquecíveis

EDge tour 2015 - Workshops + espetáculos - Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

EDge tour 2015
2 a 12 de Julho na CASA das ARTES de Vila Nova de Famalicão com espetáculos e workshops ( 6 a 12 de julho) únicos em Portugal,

RIDERS ON THE STAGE – Mariana Tengner Barros + EDge
7 de Julho |terça | 21h30|  ANFITEATRO do PARQUE da DEVESA
Entrada: Livre
M/6
Duração 70m
 Coreografia: Mariana Tengner Barros
Música: Jonny Kadaver
Figurinos: António Mv
Interpretação e co-criação: bailarinos do EDge 2015
Produção: A Bela Associação
Um encontro é
uma viagem no tempo.
Celebra-se com
danças alienígenas, desconhecidas...
Uma ode ao infinito...
 Numa cápsula invisível criada pelos bailarinos no tempo em que a dança acontece, conduzidos pela música ao vivo de Jonny Kadaver, RIDERS ON THE STAGE tomará forma.
Assim como no ano passado com DANCE AGAINST THE MACHINE, esta performance será criada a partir de um encontro de 3 dias intensos, desenvolvendo o material coreográfico em simultâneo com a composição musical. António Mv irá criar os figurinos, abrindo o potencial estético da ideia de infinito, de danças desconhecidas... Os 12 bailarinos irão explorar novas linguagens de articulação dos seus corpos, novas danças pessoais que serão confrontadas com o tempo de uma estrutura construída em conjunto.
Companhia de Dança Contemporânea de Londres - EDge
10 de Julho |Sexta| 21h30| Grande Auditório
Entrada: 8 euros. Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 4 Euros
M/4
Duração: 70 m
 A Escola de Dança Contemporânea de Londres apresenta EDGE, uma vibrante companhia de dança pós-graduada que desempenha um programa convidativo de Siobhan Davies, Robert Clark, Eleesha Drennan e Itamar Serussi.
Trabalhos de palco de alguns dos mais dinâmicos e respeitados coreógrafos, será um programa para saborear, repleto de surpresa e variedade; desde a forma rítmica e movimentos radicais de BANK de Siobhan Davies, uma força condutora na dança contemporânea desde 1967, às novas comissões de Itamar Serussi que experimenta limites físicos, a artista Eleesha Drennan da Sky Academy Arts que cria trabalhos de imaginação visualmente poéticos e o artista Robert Clark de Work Place, que usa texto falado paralelamente ao movimento para criar uma dança emocionalmente intensa e humorística.
EDGE introduz 12 bailarinos dinâmicos às audiências, num palco internacional e provê os bailarinos pós-graduados de experiência de trabalho fundamental, como membro de uma companhia de dança em tournée profissional. Antes de seguir para tournée, EDge está sediado na escola de Londres, London Contemporary Dance School, um conservatório ao nível mundial e a partir da dança “powerhouse” The Place, a qual tem conexões inigualáveis no mundo da dança profissional.
EDge dedica-se a apoiar o desenvolvimento da dança, através da comissão do Reino Unido e talentos coreográficos internacionais para criar um novo trabalho tal como apoiar artistas consagrados através de um reportório selecionado para tournée. A tournée de 2015 apresenta duas residências criativas em França e em Portugal e performances públicas em países de toda a Europa, incluindo a Escócia, Áustria e Suíça, mais uma série de três noites em casa, no The Place em Londres.

Gala final dos workshops de dança
12 Julho| Domingo |18h00 |Grande Auditório.
Entrada: 4 euros / Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros
M/6
Duração: 90m

XÍCARA novo álbum, “Os Ais!!”, em julho na Casa das Artes

XÍCARA novo álbum, “Os Ais!!”
“Xícara”, banda Famalicense, homenageiam poesia portuguesa e ainda atravessam fronteiras enaltecendo com o mesmo brilhantismo outras línguas e formas de expressão.
Música/Folk
3 de julho| sexta-feira| 21 h30 | Grande Auditório
Entrada: 5 euros/ Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2.5 Euros
M/6
Duração: 70 m
Este álbum conta com a participação especial da cantora Palestina Terez Sliman, Daniela Costa na voz e David Leão nas flautas e gaita-de-foles.
 “Xícara”, banda Famalicense, homenageiam poesia portuguesa e ainda atravessam fronteiras enaltecendo com o mesmo brilhantismo outras línguas e formas de expressão. Por um lado existe um ponto de partida das nossas raízes e melodias tradicionais, mas desviam a música portuguesa da sua zona de conforto fazendo contrastar fórmulas tradicionais com acústico, com sons e instrumentos eletrónicos.
Transportam desta forma o tradicional para fora do seu íntimo fazendo-o crescer e evoluir. Já conhecemos os Xícara desde 2010 tanto pela sua presença em vários palcos (Las Rozas, Madrid, Espanha; Folk Plasencia, Espanha; Bons Sons, Tomar, Portugal; Summer In The City, Luxemburgo) como pelo EP lançado em 2011.

Exposição de Escultura Francisco Goiana da Silva até 31 de julho na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão


   Exposição de Escultura Francisco Goiana da Silva
6 de junho a 31 julho, Foyer |Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão
Título Colecção: SÍSIFO
Sub-título Colecção:“De nenhum fruto queiras só metade”
Sísifo dá o mote à mais recente colecção de escultura do médico-escultor Francisco Goina-da-Silva. Recorrendo a técnicas e materiais diversos, o autor constroi um série de composições ricas, desconcertantes e que desacomódam o mais intímo de cada um. O artista “desmonta” as caracteristicas várias do ser humano “Sísifo”,  remetendo o visitante à mitologia antiga e á obra literária do consagrado poeta transmontano Miguel Torga.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

PORTOTANGO - dança e música na Casa das Artes de Famalicão

Portotango - La cruz del Sur
Tango /música e dança
27 de junho| sábado| 21h30 | Grande Auditório
Entrada: 10 EUROS/ Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 5 Euros
M/6
Duração: 70 m

Músicos
Oscar Flecha, guitarra
Manuel Vidal, voz
José Parra, piano
Jaroslav Mikus, violoncelo e acordeão
José Fidalgo, contrabaixo
David Lloyd, violino
Bailarinos:
Fernando Zalazar & Sara Ferreira.
Manuel López & Patricia Zotto

PORTOTANGO – Foi criado por Manuel Vidal e Oscar Flecha em finais de 2000 e estreou-se em Março de 2001 em Torre de Moncorvo, terra dos antepassados do poeta Jorge Luís Borges, com o espetáculo “100 anos de tango”, promovido pelo Clube Tango do Porto.

PORTOTANGO celebra o som e poesia de Buenos Aires interpretando alguns dos mais representativos tangos, da Guardia vieja até as novas expressões do pulsar porteño.

Os seus trabalhos discográficos são Corazón al Sur e Portotango Sin esquinas, onde apresentam música de Carlos Gardel, Anibal Troilo, Mariano Mores e Astor Piazzolla entre outros.
Portotango apresenta este ano um novo trabalho: La cruz del sur, inspirado num poema do escritor argentino Julio Cortazar, e que conta também com textos de Jorge

O cantor e compositor brasileiro MOMO em Famalicão

MOMO
Momo regressa a Portugal para apresentar espetáculo a solo. O cantor e compositor brasileiro Momo, alcunha musical de Marcelo Frota está de volta a Portugal.

20 de junho| sábado| 23h00 | Café Concerto
Entrada: 5 EUROS/ Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 2.5 Euros
M/6
Duração: 60 m
www.momomusica.com
 www.facebook.com/momooficial

Momo tem quatro discos de originais: “A Estética do Rabisco” (2006), “Buscador” (2008), “Serenade of a Sailor” (2011) e “Cadafalso” (2013), todos elogiados pela imprensa brasileira e internacional.
O artista participou em 2013 no Mexefest – Lisboa com os seus companheiros parceiros Wado e Cícero, músicos com quem gravou na mesma cidade o álbum homónimo “O Clube”. O disco celebra o encontro dos brasileiros com os artistas portugueses Fred Ferreira (Banda do Mar, Orelha Negra), Diego Armés (Feromona, Chibazqui), Bernardo Barata (Diabo na Cruz) e Alexandre Bernardo (Laia).
 
Recém-chegado de uma temporada de concertos nos Estados Unidos, onde se apresentou no formato voz e violão, Momo promete repetir para essa nova temporada na Europa a mesma atmosfera intimista e minimalista na qual diversifica músicas de todos seus discos, além de tocar algumas releituras como “Munguengo”, de Waldemar Bastos.

Sem Filtro | Ana Bola

Ana Bola Sem Filtro
Teatro comédia
20 de junho| Sábado | 21h30 | Grande Auditório
Entrada: 10 EUROS/ Cartão Quadrilátero Cultural: 5 Euros
M/12
Duração: 70 m
Sinopse
Um monólogo. Uma actriz, Ana Bola. Com 40 de profissão, fez teatro, fez televisão, foi autora de séries de sucesso, apresentadora de programas, jurada de concursos, etc.. Aos 62 anos de idade vê-se confrontada com falta de trabalho, apesar de continuar no activo, em forma e acarinhada pelo público. Apresenta propostas, tem reuniões com as direcções de programas, mas não consegue ver nada aprovado. Restam-lhe os castings de um programa de talentos. É-lhe pedido que faça desde dança a culinária, passando por ballet clássico ou até por números de circo. Ainda que de uma forma ligeira e bem-disposta, o espectáculo procura uma crítica directa e sem papas na língua a uma realidade gritante: a total falta de respeito pela arte, pelos artistas e pelo trabalho sério, que é substituído por atentados ao talento e à experiência. O que resulta na ascensão a vedeta da total ausência de talento. Este monólogo chama os bois pelos nomes. Sem filtros. Sem medos.
Texto e Interpretação Ana Bola Direcção António Pires Vozes Off Alexandra Rosa, Júlio Isidro, Manuel Marques

4º Deambulação artística | tema: O Nu Masculino na Arte

Quadro de Jacques Louis David, Academia de homem, dito Pátroclo, 1778.
Deambulações artísticas: Ciclo de Encontros temáticos
Uma organização da Casa das Artes e Sentido Directo
O tema: O Nu Masculino na Arte
Parte I: O corpo masculino, uma herança Clássica de incarnação da potência física e da força moral.
Oradora Helena Machado
17 de junho| Quarta| 15h30 às 17h00 | Pequeno Auditório
Entrada: 4 euros | Seniores e Estudantes 2 euros
Duração 90 m
 
Educação pela Arte
«Educação Ambiental pela Arte» é um projeto de cariz artístico-pedagógico, dirigido a alunos e professores do 1º ciclo do ensino básico. Visa a introdução da arte numa perspetiva inter e multidisciplinar, desenvolvendo a imaginação e a criatividade, aliadas à sensibilização ambiental. São desenvolvidas várias ações de formação das áreas artísticas e de educação ambiental, que culminam num grande espetáculo final subordinado à temática dos Resíduos.

LIXO TOTAL
È um espetáculo que transborda mensagens sobre a importância da gestão adequada dos resíduos que produzimos.
12 de junho| sexta-feira| 19h00 | Grande auditório
m/6
Duração 70 m

Jovial é um rato cheio de ideais que vive com o seu tio Desperdício, numa lixeira. Ambos vivem aterrorizados pelo rato malvado, o Lorde Furúnculo, que mantém diariamente a desorganização da lixeira. Jovial aventura-se numa viagem à procura de um mundo melhor e acaba por conhecer Amália, uma hamster de estimação.

 Ficha Técnica:
Conceção, encenação e coreografia: Ana Figueira
Interpretação: Bárbara Teixeira, Paulo Coelho de Castro, Pedro Roquette a André Estrela (estagiário do Conservatório de Música da Jobra)
Formação:
Dança Educacional – Bárbara Teixeira
Expressão Dramática – Pedro Roquette
Expressão Musical – Paulo Coelho de Castro
Expressão Plástica – Ana Mota e Marina Cruz (estagiárias do Curso de Artes Visuais e Tecnologias Artísticas – ESE Porto)
Direcção Técnica: João Branco
Produção: Rita Santos
Participação de diversas escolas do Concelho de Vila Nova de Famalicão 
Apoios: Câmara Municipal de Famalicão, Casa das Artes de Famalicão, Formato Verde e Fundação Narciso Ferreira.
A Companhia Instável é apoiada pela Direção Geral das Artes, Câmara Municipal do Porto e pela Gestão dos Direitos dos Artistas.

 Informações:
www.companhiainstavel.pt
educacaopelaarte@companhiainstavel.pt
lugar@companhiainstavel.pt

Exposição de Escultura Francisco Goiana da Silva na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

Exposição de Escultura Francisco Goiana da Silva
Inauguração dia 6 de junho às 19h00
6 a 30 de junho  , Foyer |Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

Título Colecção: SÍSIFO
Sub-título Colecção:“De nenhum fruto queiras só metade”
Referência conceptual:
Coimbra, 27 de Dezembro de 1977
Sísifo
Recomeça...
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro,
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.
 E, nunca saciado,
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar
E vendo
Acordado,
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças.
Miguel Torga
Nota introdutória:
Sísifo dá o mote à mais recente colecção de escultura do médico-escultor Francisco Goina-da-Silva. Recorrendo a técnicas e materiais diversos, o autor constrói um série de composições ricas, desconcertantes e que desacomódam o mais íntimo de cada um. O artista “desmonta” as caracteristicas várias do ser humano “Sísifo”,  remetendo o visitante á mitologia antiga e á obra literária do consagrado poeta transmontano Miguel Torga.
Biografia do artista
Silva nasce em Santo Tirso (1989), estuda no Instituto Nun’Alvres (Colégio Jesuíta), e conclui estudos em Medicina em Junho de 2013 na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.
Começa a experimentar técnicas de escultura aos 10 anos de idade, venecendo por 3 vezes a competição “Construções na Areia – Jornal de Notícias”. Aos 13 anos experimenta técnicas de pintura de arte sacra, contactando pela primeira vez com tecnicas de acabamento com Betume Judaico. Aos 15 anos faz as primeiras experiências de escultura por molde perdido de forma autodidacta, e inicia trabalhos com resinas e mármores, desenvolvendo a técnica de petrificação de biomateriais, igualmente por instrução própria.

Expõe trabalhos de pintura (exposição individual) no espaço EFE-ERRE-Á, e escultura (exposição individual) no Hotel Cidnay (Santo Tirso), Museu Nacional da História Natural (Lisboa), Palácio das Açafatas da Rainha (Lisboa). Tem obras em exibição permanente no Edifício do Municipio de Gross Umstadt (Alemanha), no Hotel Cidnay e nos jardins do Hospital de Santa Maria (Lisboa).

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Comemoração do 14º aniversário da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, festa da criança e da família | Luísa Sobral - "Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa",

Luísa Sobral com "Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa"
"Só gostava que fosse um disco para as famílias ouvirem juntas."
Musica
6 de junho | sábado| 17h00 | Grande Auditório
Entrada: 8 EUROS/ Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 4 Euros
M/6
Duração: 70 m

 Este álbum fala sobre episódios da minha infância, alguns vividos por mim, outros por amigos ou crianças da minha escola. Todas as canções têm uma imagem associada: O recreio, a hora de almoço, a porta da escola, o campo de futebol onde jogávamos ao "mata", e várias outras que me ficaram na memória", explica Luísa a propósito de "Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa", acrescentando: "Só gostava que fosse um disco para as famílias ouvirem juntas."
 
"Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa" foi gravado no Atlântico Blue Studios e contou com a participação de Luís Figueiredo (co-produtor do disco e pianista), João Hasselberg (contrabaixo) e Carlos Miguel Antunes (bateria).