segunda-feira, 27 de maio de 2019

Rocketman de Dexter Fletcher- Cinema (Junho) Casa das Artes de Famlicão.


Cinema Digital na Casa das Artes

Entrada: 2 EUROS/ Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 1 euro

Grande Auditório - 15 de Junho – 15h00 / 18h00 / 21h30



Rocketman de Dexter Fletcher

Um musical épico de fantasia sobre a incrível história de Elton John ao longo dos anos. O filme acompanha a transformação fantástica do tímido prodígio do piano, Reginald Dwight, em superestrela internacional, Elton John. Esta história inspiradora –da qual fazem parte algumas das músicas mais adoradas de Elton John e interpretadas pelo protagonista Taron Egerton –conta a história universal de como um rapaz de uma pequena cidade se tornou numa das figuras mais icónicas da cultura pop.

Título Original: Rocketman (EUA / Grã-Bretanha, 2019, 120 min)
Realizador: Dexter Fletcher
Interpretação: Taron Egerton, Jamie Bell, Bryce Dallas Howard

 Rocketman is an biographical musical drama film based on the life of musician Elton John. The film follows John's early days as a prodigy at the Royal Academy of Music up to his eventual musical partnership with Bernie Taupin

à mostra | Circo contemporâneo de 17 a 22 junho | . Coprodução Instituto Nacional de Artes do Circo / Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.


à mostra

Circo contemporâneo

Coprodução Instituto Nacional de Artes do Circo / Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.

Apresentação dos Alunos Finalistas do Instituto Nacional de Artes do Circo

17 a 22 junho | segunda a sábado | 21h30 | Grande Auditório

Artes do Circo/ Circo contemporânea

Entrada: 4 euros. Estudantes Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros


Dia 17 -

Abertura com a Performance da turma do Ano Técnico- Ano Preparatório para o Curso Profissional

Título: Raízes

Intérpretes Criadores (Turma do Ano Técnico):

Andrew Strauss, Bem Maman, Carolina Dias, Ciaran Ellis, Denise Stolkin, Henrique Dias, Luis Laranjeiras, Marta Faria, Miguel Moreira, Naiana Padial, Nina Pham, Quentin Denz, Vera Barbosa, Yael Bargury.

Sinopse: “Nos meus sonhos imaginava jardins de crianças. As árvores baixas dos corpos, falando, brincando  com os braços, e os pássaros pousando entre as folhas. Os braços deitavam folhas e seguravam ninhos nas mãos e as crianças eram sempre pequenas, animadas de ingenuidade, gratas pela vida sem saberem outra coisa que não a vida. E sonhava que as pessoas japonesas vinham ao jardim contemplar, e deitavam água de regadores coloridos que lavavam os pés-raízes das crianças-bonsai. E só de noite, quando bem escuro, alguém vinha com as facas para laminar as partes dos corpos que se alongavam. Laminavam cuidadosamente, todas as noites, para que não deformassem as crianças, para que avelhassem sem se notar. Incapazes de mostrar a idade. Apenas livres para usarem a idade na manutenção eufórica da infância. Sofreriam os cortes caladas. Conscientes da maravilha que aquela dor lhes trazia.”

 Autor Valter Hugo Mãe, livro a desumanização 

 Solo 1

Intérprete Criadora: Greta Miguelez

Título: Fora do normal

Sinopse: O que é normal? Será que é o que não podemos classificar?

 Solo 2

Intérprete Criador: Pablo Rubio Ruiz

Título: Ilinx

Sinopse:

“Geralmente, as pessoas olham para você quando estão conversando com você. Sei que as pessoas ficam imaginando o que eu estou pensando, mas eu não sei dizer o que elas estão pensando. É como estar num quarto com um daqueles espelhos que dá para ver através deles mas do outro lado não enxergam a gente, como nos filmes de espionagem”



O estranho caso do cachorro morto – Mark Haddon



Dia 18



Solo 3

Intérprete Criador: Diogo Santos

Título: Na Rosa dos Ventos
Sinopse: Há muito tempo, num dia regular, dei por mim perdido na rosa dos ventos; a encruzilhada do meu equilíbrio, as Quatro portas, o norte o sul o este e oeste da minha caminhada tomavam direções contrarias à minha vontade e à minha existência. 
Na rosa dos ventos encontrei quatro portas,  cada uma delas é conduzida por um sentimento,  baseado em fases cronológicas de uma viagem. É uma abordagem ao mundo quotidiano e aos  prazeres mundanos, através da linguagem do corpo, da dança e do circo
.



Solo 4

Intérprete Criadora: Amanda Gonzalez

Título : PHI

Sinopse: Comprimento dos braços mais torso, dividido entre as pernas, igual a 1,6. Umbigo para as pernas dividido entre o comprimento da cabeça ao umbigo, 1.6. Umbigo aos joelhos divididos entre os joelhos aos pés, 1,6 ...

Quando o arranjo de folhas em uma planta, a forma de um caracol Nautilus e a mesma hélice de DNA seguem o mesmo padrão é porque existe algo grande por trás, mesmo que seja apenas 1,6 ...

Tudo está conectado, viver não é uma casualidade.



Solo 5

Intérprete Criador : Etienne Tribu

Título: Là-bas

Sinopse: Là-Bàs tenta dar uma palavra aos imigrantes clandestinos que cruzam o mar mediterrâneo, que são acima de tudo viajantes, com os seus sonhos, os seus medos, as suas desilusões ...



Dia 19



Solo 6

Intérprete Criadora: Katia Rocha

Título: METALMORFOSE
Sinopse: De uma aventura podem surgir diversas  dificuldades. Um personagem e o excesso de plástico em seu redor expõem um universo absurdo, bizarro e cómico, através da técnica do Funambulismo. 



Solo 7

Intérprete Criadora: Juliana Campos

Título: Base

Sinopse: Quando a consciência não se conecta com a realidade, quando perde-se o foco do mais valioso para coisas menores, quando os interesses individuais se tornam prioridade. Existe uma dor que não quer ser sentida e que é silenciada com confetes de geração a geração. Uma subtil investigação sobre a sociedade contemporânea, propondo uma reflexão sobre erros cíclicos, enfatizando o autoritarismo e alienação.



Solo 8

Intérpretes Criadores: Jonathan Hernandez e Juanita Hernandez

Título: DOS IGUAL A UNO

Sinopse: Dos igual a uno é um exercício de catarse, dois indivíduos com modos muito diferentes de pensar conseguem curar as suas feridas causadas pela coexistência e as tensões da vida cotidiana.

Através de acrobacias aéreas e de chão, elas procurarão uma maneira de expressar suas emoções e sentimentos, tanto pessoais quanto duais, encontrando assim um equilíbrio e uma força mútua, onde as duas pessoas através de um trabalho coletivo podem ser uma.



Dia 20

Solo 9

Intérprete Criador: André Freitas

Título: Pondus

Sinopse:

Pondus – Peso

Quero livrar-me deste peso! Mas será que é ao tentar esquece-lo? Terei eu que o aceitar? Será que o poderei usar? Deverei mergulhar nele e deixar que me prenda ao passado, ou aceita-lo para poder viver o presente, não comprometendo o futuro?

Estarei ainda aqui quando terminar esta luta? Ou em um lugar melhor ou ainda pior? Este é o meu retiro, esta é a minha busca, esta é a minha viagem!





Solo 10

Intérprete Criador: Ilias Kastritis

Título: Fanciful  spirits. 

Eu não posso dar-te soluções para todos os problemas da vida,

Nem tenho respostas para as tuas dúvidas ou medos

Mas posso ouvir-te e compartilhar contigo.

Eu não posso mais estar o tempo todo sozinho

Mas quando precisares de mim estarei a teu lado,

Posso estender-te a mão para que não caias.

Eu não posso dizer-te quem és, nem quem devias ser.

Eu só posso amar-te como és e ser teu amigo.

É o suficiente se me quiseres como um amigo.

Obrigado por sê-lo.



Solo 11

Intérprete Criadora: Darya Efrat 

Título: Natural Cycles

Sinopse: Natural Cycles é um diálogo entre um pneu e uma mulher que explora tendências de repetitividade comportamental intrínseca à nossa existência humana.



Dia 21

Solo 12

Intérprete Criadora: Galini Benetatou

Título: The Music of the  Abyss 

Sinopse: Nós viemos de um abismo escuro, acabamos num abismo escuro, o espaço luminoso entre eles, nós chamamos de vida. Uma história de um corpo que oscila entre estes dois pontos, sabendo que no final ninguém terá sorte nesta vida...

Mas isso não o impede de acreditar por um só momento.



Solo 13

Intérprete Criador: Pedro Esteves

Título: Bem-querer

Sinopse:

 “Amar é sofrer a morte que fosse, que importa morrer se amar é tão doce”



Solo 14

Intérprete Criadora: Yma Wilson 

Título: Trajectory 

Sinopse:

Entre Ícaro e as suas asas existia uma profunda relação simbiótica, pois eram mais que meras estruturas de cera e penas, elas respiravam a sua própria vida e mereciam o seu próprio respeito. Alguns de nós mantêm essa mesma conexão como um "inanimado". Nós nos tornamos uma extensão de um e outro, alimentando um ao outro a vitalidade, nós damos liberdade um ao outro.



Dia 22

Solo 15

Intérprete Criadora: Johanna  Hesse
Título:" Trape Pingado "
Sinopse:

Café, símbolo da rotina diária em que estamos presos, repetindo o mesmo padrão vezes sem conta.

Como podemos escapar dessas rotinas?



Solo 16

Intérprete Criadora: Luz Garcia

Título: Vacio.

Vazio.

Total ausência de material de um elemento em um determinado espaço e lugar. Estou vazia? Eu vejo como via, mas por trás dos olhos eu me vejo vendo. Ver e sentir como um eterno sentimento de vazio que agarra as pessoas e as conduz ao extremo mais angustiado desse processo chamado vida.

Estou vazia.

"Sonho de uma Noite de Verão" de William Shakespeare | Encenação de Paulo Calatré. Casa das Artes de Famalicão.


Sonho de uma Noite de Verão de William Shakespeare

Encenação de Paulo Calatré.

Coprodução Casa das Artes de Famalicão e ACE Escola de Artes – Famalicão | Alunos do 2º ano do Curso Profissional de Artes do Espetáculo-Interpretação.

7 e 8 de Junho | Sexta-feira e Sábado| 21h30 | Grande Auditório

Teatro

Entrada: 4 euros. Estudantes Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros

M/12

Duração: 70 min

"Sonho de uma noite de Verão" é uma das peças, senão a peça mais representada de Shakespeare, talvez porque nos transporta para um mundo de amores proibidos e desencontros, ou porque o mundo das fadas e dos elfos, um mundo de magia, nos faça sonhar e libertar dos pesadelos e amarras do mundo real, ou ainda porque ajuda a perceber que, apesar das dificuldades, ainda consigamos encontrar-nos e sermos felizes de alguma maneira. Há em Shakespeare, e nesta peça em particular, uma ideia de jogo, de teatro dentro do teatro, jogo esse tão fundamental no trabalho do actor.

Ficha Técnica

De William Shakespeare
Tradução : Maria Cândida Zamith

Encenação: Paul Calatré

Cenografia: Ana Gormicho

Figurinos: Ana Isabel Nogueira

Desenho de Luz: José Diogo

Som: Rui Vieira

Fotografia de Cena: Pedro Figueiredo

Foto de Gerd Altmann da Pexels

com: Alunos do 2º ano do Curso de Interpretação da ACE Escola de Artes – Famalicão: Alberto Batista, Alexandra Guimarães, Ana Guimarães, Ana Marques, Catarina Matos, Andreia Coelho, Bruna Fernandes, Diogo Ribeiro, Diogo Sousa, Filipe Calder, Francisco Madureira, Íris Mendes, João Lin, Patrícia Nogueira, Patrícia Silva, Pedro Lemos, Tiago da Costa, Tiago Pereira e Vitória Ferreira
Direção de Produção: Glória Cheio
Produção: João Faustino
Direção Executiva: Liliana Moreira

A Midsummer Night's Dream is a comedy written by William Shakespeare, staged by Paul Calatré, with the interpretation of the students of ACE Famalicão. 

18.º aniversário da Casa das Artes de Famalicão \ cinema- Dumbo de Tim Burton.

18.º aniversário da Casa das Artes de Famalicão
2 de junho| Domingo|
- Dumbo de Tim Burton / Cinema GA

Entrada: 2 EUROS/ Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 1 euro

2 de Junho (16h00 e 18h00) _ versão legendada


Da Disney e do visionário realizador Tim Burton, a nova e extraordinária aventura de ação real DUMBO, desenvolve-se a partir do clássico e acarinhado conto, onde as diferenças são celebradas, a família é valorizada e os sonhos ganham asas. O dono do circo, Max Medici (Danny DeVito) convoca a ex-estrela, Holt Farrier (Colin Farrell) e os seus filhos, Milly (Nico Parker) e Joe (Finley Hobbins), para cuidarem de um elefante recém-nascido, cujas orelhas enormes fazem dele motivo de piada, num circo já em declínio. Mas, quando descobrem que Dumbo consegue voar, o circo volta à ribalta, atraindo o persuasivo empresário V.A. Vandevere (Michael Keaton), que recruta o peculiar ser para o seu mais recente parque de diversão, o Dreamland. Dumbo eleva-se para novos voos ao lado da encantadora e espetacular artista aérea, Colette Marchant (Eva Green), até Holt descobrir que atrás de todo o brilho, a Dreamland está repleta de segredos sombrios.

Título original: Dumbo (EUA, 2019, 110 min.)
Realização: Tim Burton
Interpretação: Eva Green, Colin Farrell, Michael Keaton, Danny DeVito, Alan Arkin.
Classificação: M/6


18.º aniversário da Casa das Artes de Famalicão | 4º CICLO DE CONCERTOS PROMENADE DA CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO - “Encruzilhadas” Orquestra de Jazz da EPME & Eduardo Cardinho, Vibrafone & Miguel Moreira, Guitarra – EPME (Espinho).


18.º aniversário da Casa das Artes de Famalicão

2 de junho| Domingo|

- MUSICA PARA FAMÍLIAS 2019

4º CICLO DE CONCERTOS PROMENADE DA CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

“Encruzilhadas”

Orquestra de Jazz da EPME & Eduardo Cardinho, Vibrafone & Miguel Moreira, Guitarra – EPME (Espinho)

11h30 | Grande Auditório 

Entrada: 4 EUROS/ Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros

M/4 -Duração: 70 min

A Casa das Artes organiza em coprodução com a APROARTE- Associação das Escolas Profissionais de Música os Concertos para as Famílias 2019. Adotando o formato dos Concertos Promenade, de Maio a Dezembro, aos domingos de manhã, a grande música, tocada pelas Orquestras das Escolas Profissionais, e explicada com interação multimédia, será usufruída por todas as idades num ambiente descontraído e de grande qualidade artística.

terça-feira, 14 de maio de 2019

18.º aniversário da Casa das Artes de Famalicão ( 1 de junho) | Dois momentos um bilhete - Segio Godinho (Grande Auditório) +FRANKIE CHAVEZ ( Foyer).


18.º aniversário da Casa das Artes de Famalicão
Dois momentos um bilhete
Entrada: 10 euros. Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 5 Euros
1 de Junho| Sábado

- SÉRGIO GODINHO - NAÇÃO VALENTE
Musica
21h30 | Grande Auditório
M/6
Duração: 90 min
Sérgio Godinho, o “escritor de canções”, apresenta “Nação Valente”, o seu mais recente disco e espectáculo.
O título anuncia “Nação Valente” e assim será, um espectáculo que terá como pano de fundo as mais recentes criações de Sérgio Godinho que foram reveladas em 2018 e que trouxeram colaborações inéditas, inesperadas e, diríamos, bem-sucedidas – David Fonseca, Filipe Raposo, Hélder Gonçalves, Pedro da Silva Martins ou um velho companheiro, José Mário Branco, partilharam com Sérgio Godinho as composições de uma parte significativa do seu 18º álbum de estúdio.
Mas talvez que estas apresentações possam assumir o título alternativo de “Nação Valente & Outras Histórias”, afinal estamos perante uma voz que nos conforta e inquieta desde a década de 70 do século passado e em que olhar a sua obra é também descobrir uma parte significativa da nossa vivência, do nosso quotidiano, do amor, das lutas, das perdas e das alegrias.
Em palco, “Nação Valente” crescerá. Às canções que compõem o disco juntar-se-ão outras, menos recentes, das mais e menos conhecidas, e que por certo enriquecerão o retrato desta nação, necessariamente valente, feita de vida.
Sérgio Godinho: voz
Nuno Rafael (direcção musical): guitarras eléctricas e acústicas, cavaquinho, lap steel guitar, teclado, percussão, coros;
Miguel Fevereiro: guitarras eléctricas e acústicas, percussão, coros
Nuno Espirito Santo: baixo, guitarra, teclado, percussão
João Cardoso: teclados, samplers, coros
Sérgio Nascimento: bateria, percussão
Sérgio Godinho, the songwriter, presents "Nação Valente", his latest album and show.


-FRANKIE CHAVEZ - I DONT BELONG Tour
Musica
23h00 | Foyer
M/6
Duração: 60 min
Quando se estreou em 2010, com um EP na Optimus Discos, Frankie Chavez conseguiu de imediato revelar todo o potencial, escancarando diante de si um mar infinito de possibilidades. O músico, cantor e compositor demonstrou entretanto ser capaz de enfrentar o palco como poucos, sozinho ou em grupo, ocupando o lugar sob os holofotes ou posicionando-se de forma discreta ao lado de companheiros que não dispensam a sua arte.
E, em estúdio, Frankie Chavez brilhou cada vez mais alto: lançou Family Tree em 2011, Heart & Spine em 2014 e Double or Nothing já na recta final de 2017. Cada um deles um tributo à grande arte que o inspira, aos mestres que o guiaram e, mais importante ainda, cada um deles um repositório de canções que lhe reafirmam as capacidades de equilibrar palavras, melodias, riffs, electricidade e tensão acústica, com as cordas a provarem serem o ingrediente principal de um cozinhado que tem aprimorado a cada novo passo.
Agora é hora de voltar ao palco, de novo sem o amparo de uma banda, de novo disposto a olhar o público nos olhos, sem segredos e sem truques, sem distanciamentos e sem barreiras.

Blues, rock’ n roll and folk in a solo concert by Frankie Chavez, in the “I Don’t Belong Tour”.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Close-up – Observatório de Cinema de Vila Nova de Famalicão Episódio 3.3 – 10 e 11 de Maio

Close-up – Observatório de Cinema de Vila Nova de Famalicão
Episódio 3.3 – 10 e 11 de Maio

Nesta terceira e última réplica do terceiro episódio, com o quarto episódio no horizonte de Outubro, promovemos o cruzamento e encontro de vários públicos, com três propostas: percurso diarístico por locais e emoções de Dídio Pestana em SOBRE TUDO SOBRE NADA, um portal no tempo de aventura e fantasia em MIRAI numa sessão para famílias e o fecho das Histórias do Cinema do gigante Mizoguchi, que vimos olhando desde Outubro passado, com A MULHER DE QUEM SE FALA.

  

10.Mai – 21h30 (PA)SOBRE TUDO SOBRE NADA de Dídio Pestana (secção Fantasia Lusitana) – comentado por Tânia Leão;

Amor encontrado e amor perdido, famílias que começam a desaparecer e famílias ainda por construir, memórias que se tornam diluídas e coisas impossíveis de esquecer, o mar de Portugal, os lagos de Berlim, o fardo de um passado colonial compartilhado numa viagem para além da zona de conforto, novas casas, novos finais, novas vidas, demonstrações, jogos de basquetebol, solidão e amizade. Tudo de que a vida é feita, tudo o que carregamos connosco, tudo o que deixamos para trás… SOBRE TUDO SOBRE NADA regista para o futuro num formato do passado. Rodado em Super 8 entre 2010 e 2018, em Portugal, Alemanha, Dinamarca, Suíça, Itália, Guiné-Bissau, Argentina, Bolívia, Peru e Chile, leva-nos numa jornada biográfica sinuosa através de algumas das memórias do realizador.

Título original: Sobre Tudo Sobre Nada (Portugal, 2018, 87 min.)
Realização: Dídio Pestana
Classificação: M/12

Loves are found and lost. Families disappear and start. Houses, denouements, solitude, friendship. All that we keep, and all that we leave behind. Shot on Super 8, a film by Dídio Pestana

11.Mai – 15h00 (PA)MIRAI de Mamoru Hosoda (secção Sessões para Famílias);

O filme segue um menino de quatro anos que luta para lidar com a chegada de uma irmã mais nova. Um jardim misterioso no quintal da casa do menino torna-se um portal que lhe permite viajar no tempo até à altura em que a sua própria mãe era pequena e o avô um jovem. Essas aventuras repletas de fantasia permitem que a criança mude a sua forma de ver e ajudam-no a preencher o papel de irmão mais velho. Nomeado para o Óscar e Globo de Ouro na categoria de animação, uma história sobre ciúme e aceitação, com assinatura do japonês Mamoru Hosoda ("O Rapaz e o Monstro").

Título original: Mirai (Japão, 2018, 98 min.)
Realização: Mamoru Hosoda
Interpretação: Moka Kamishiraishi, Haru Kuroki, Gen Hoshino, Kumiko Aso
Classificação: M/6

Mirai is a 2018 Japanese animated film written and directed by Mamoru Hosoda and produced by Studio Chizu, in a family program.

  

11.Mai – 17h30 (PA)A MULHER DE QUEM SE FALA de Kenji Mizoguchi (secção Histórias do Cinema).


Hatsuko Umabuchi é uma viúva proprietária de uma próspera e requintada casa de gueixas de Quioto. A filha, Yukiko, regressa de Tóquio, onde estudara música, depois de uma tentativa falhada de suicídio porque o noivo a deixou quando descobriu qual era a profissão da mãe. Hatsuko tem nesse momento uma ligação amorosa com um jovem médico, Matoba, responsável pela saúde das gueixas. O médico sente-se atraído por Yukiko, que inicialmente o rejeita por o associar ao negócio da mãe. No entanto, os seus sentimentos alteram-se gradualmente na ignorância de que ele é amante da mãe. Para Dario Tommasi, o tema central de "Uwasa no Onna" é "a formação de um par feminino que através da solidariedade mútua tenta resistir ou simplesmente sobreviver num mundo injusto e opressivo".

Título original: Uwasa No Onna (Japão, 1954, 84 min.)
Realização: Kenji Mizoguchi
Interpretação: Kinuyo Tanaka, Tomoemon Otami, Yoshiko Kuga
Classificação: M/12

The Woman in the Rumor is a 1954 black-and-white Japanese film directed by Kenji Mizoguchi.

Bilheteira Sessão para Famílias
Geral: 2 euros
Cartão quadrilátero, estudantes, seniores, associados de cineclubes: 1 euro

Bilheteira Sessões
Geral: 2 euros
Cartão quadrilátero: 1 euro
Entrada livre: estudantes, seniores, associados de cineclubes

ALENTO de Pedro Ramos | Casa das Artes de Famalicão.


Comemoração do 18º aniversário da Casa das Artes de Famalicão

1 - ALENTO

Coreografia Pedro Ramos

Coprodução Cineteatro Avenida, Casa das Artes Vila Nova de Famalicão.

31 de Maio| 6.ª | 21h30| pequeno Auditório

Dança / Performance

Entrada: 5 euros. Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2.5 Euros

M/6

Duração: 60 min

O sopro que expande e aprofunda, excita e fecunda a consciência no seu suporte - o corpo. Esta Consciência impele-o a experimentar-se, a recriar-se e a redefinir-se sobre o que é. Molda a substância do entendimento, do sentir e intuir. Vai, tal como as gotas de água escavam caminhos na rocha, abrindo brechas de percepção no tecido do real, criando e talhando constantemente formas renovadas de redefinir o apreender do si mesmo. O trabalho explora e investiga o segredo latente na substância da qual somos feitos. Que caminhos se abrem quando escutamos o percurso da vida? Quando navegamos no corpo (e pelo corpo), nos vincos, correntes, ondas e marés da sua substância, que padrões, texturas, formas e movimentos são revelados? O corpo é o cruzamento de linhas de força, de significado e sentido. Alento é uma dança que se adivinha num itinerário possível por esses percursos, no sentido de uma auscultação sobre a verdade e significado da nossa condição, sobre a história da evolução da substância que nos constitui, que deu origem à vida e à consciência.

Ficha artística

Concepção Artística, Coreografia e Interpretação / Pedro Ramos
Interpretação / Pedro Ramos e Sandra Rosado
Composição Musical / Paulo Maria Rodrigues e Pedro Ramos
Desenho de luz / Pedro Ramos e João Cachulo
Construção dos Objectos Cénicos / Miguel Ferraz, Pedro Ramos
Produção e Gestão / Filipe Metelo e Patrícia Soares (Produção d’Fusão)
Produção / Ordem do O
Co-Produção / Cine-Teatro Avenida, Casa das Artes - Vila Nova de Famalicão
Projecto Alento co-financiado pela Direcção-Geral das Artes, Ministério da Cultura - Governo de Portugal
Consultores e Colaboradores / Carlos Ramos, Cláudia Galhós, Luca Aprea, Alvaro Fonseca, Carlos Andrade

Alento is a contemporary dance performance conceived by Pedro Ramos.

2 - Concertos 1 de junho 

Sérgio Godinho | 21h30 | Grande Auditório.

Frankie Chavez a solo | 23h30 | Foyer.

Entrada: 15 euros. Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 7.5 Euros

M/6

DAMAS DA NOITE de Elmano Sancho | Coprodução Culturproject, Lobo Solitário, TNSJ, TNDMII e Casa das Artes de Famalicão.

DAMAS DA NOITE de Elmano Sancho
Coprodução Culturproject, Lobo Solitário, TNSJ, TNDMII e Casa das Artes de Famalicão.
Teatro
24/25 de Maio | sexta / sábado | 21h30| Grande Auditório
Entrada: 8 euros. Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 4 Euros
M/16
Duração: 90 min

Elmano Sancho evoca a conflituosa reviravolta de expetativas em torno do seu nascimento para levantar o véu de “Damas da Noite”, o seu novo espetáculo: os pais esperavam uma menina, de nome já destinado, Cleópatra, mas nasceu um menino. O encenador pretende, assim, dar vida a esse outro desejado de si mesmo, como se este fosse uma espécie de duplo e existisse numa realidade paralela que “Damas da Noite” encena. Para erguer essa figura ficcionada chamada Cleópatra, Elmano Sancho imergiu no mundo fascinante e provocador do transformismo. Os artistas transformistas “vestem a pele de um outro, tentam ser um outro. São “flores que se abrem de noite”, intérpretes de uma transformação “pautada pela transgressão, o desconforto, a ambiguidade, a brutalidade dos corpos e a violência das emoções”. Através dessa interpretação paradoxal da diferença, “Damas da Noite” explora a presença ou ausência de fronteiras entre realidade e ficção, ator e personagem, homem e mulher, teatro e performance, tragédia e comédia, original e cópia, interior e exterior, dia e noite. Nesse jogo de relações, aposta-se a identidade como matéria fluida, “rimbaudiana”, revelando o outro que somos, o estrangeiro que albergamos.
Texto e encenação Elmano Sancho
Interpretação Elmano Sancho, Dennis Correia aka Lexa Black e Pedro Simões aka Filha da Mãe.
Espaço Cénico Samantha Silva
Iluminação Alexandre Coelho
Assistência de encenação Paulo Lage
Confeção de Figurino Elmano Sancho Olga Amorim
Produção executiva Nuno Pratas
Coprodução Culturproject, Lobo Solitário, TNSJ, TNDMII e Casa das Artes de Famalicão.
Apoios Wig By Choice
Parcerias: Associação Plano I, Abraço, ACEGIS

Damas da Noite it’s a play is a staged by Elmano Sanho, about the boundaries between reality and fiction, original and copy.

EDGE ON TOUR 2019 De 15 a 19 de Maio na CASA das ARTES de Vila Nova de Famalicão, com espetáculos e workshops. Companhia de Dança Contemporânea de Londres - EDge.


EDGE ON TOUR 2019

De 15 a 19 de Maio na CASA das ARTES de Vila Nova de Famalicão, com espetáculos e workshops.

Companhia de Dança Contemporânea de Londres - EDge  - www.theplace.org.uk



Performance na Praça D. Maria II

15 de Maio |4.ª feira| 11h00| Praça D. Maria II

M/6

Duração: 30 m



EDGE Performance no Grande Auditório

16 de Maio |5.ª feira| 21h30| Grande Auditório

Entrada: 8 euros. Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 4 Euros

M/6

Duração: 70 m



Performance na Praça D. Maria II

17 de Maio |6.ª feira| 11h00| Praça D. Maria II

M/6

Duração: 30 m



EDGE Espetáculo Final no Grande Auditório

18 de Maio |sábado| 21h30| Grande Auditório

Entrada: 4 euros. Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros

M/6

Duração: 70 m



A Companhia de Dança EDge apresenta um poderoso programa com contribuições de três coreógrafos internacionais, vencedores de vários prémios: Hagit Yakira (Israel), Fabio Liberti (Itália) e Jorge Crecis (Espanha).

Embarcando numa profunda viagem pessoal e colaborativa, que celebra a vida, a morte e os desafios que acontecem durante o caminho, os jovens bailarinos trazem humor, deleite e entusiasmo ao placo enquanto desempenham três performances distintas.

Edge tem construído uma reputação por juntar novos estilos de dança executados por jovens bailarinos no início da sua carreira. Este ano, 13 talentosos bailarinos reúnem-se, vindos de países como Canadá, França, Espanha, Estados Unidos da América e Reino Unido.

A Tour de 2019 protagoniza uma residência criativa em Portugal, assim como performances públicas em países por toda a Europa, incluindo Finlândia, Escócia e Áustria e ainda três noite em “casa”, no “The Place”, em Londres.

Diretor Artístico: Jeanne Yasco

Bailarinos: Nicola Adilman, Natasha Arcoleo, Olivia Arendt, Beatriz Calzado Bidault, Kate Forster, Harry Galloway, Taylor Han, Tylee Jones, Alice Lambert, Jocelyn Mah, Anna McSorley, Jacob Elliott Roberts, John Sawney.

EDGE, London Contemporary Dance School’s unique postgraduate dance company present a vibrant mixed bill of three specially commissioned new works.

MUSICA PARA FAMÍLIAS 2019 | 4º CICLO DE CONCERTOS PROMENADE DA CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO


MUSICA PARA FAMÍLIAS 2019

4º CICLO DE CONCERTOS PROMENADE DA CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

"Concertos para Instrumentos de Tecla e Orquestra".

Orquestra Sinfónica ESPROARTE, Piano Pedro Teixeira e Manuel Araújo, maestro Gustavo Delgado

12 de maio| domingo| 11h30 | Grande Auditório 

Entrada: 4 EUROS/ Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros

M/4 -Duração: 70 min

Programa.



CASA DAS ARTES organiza em coprodução com a APROARTE - Associação das Escolas Profissionais de Música os Concertos para as Famílias 2019.

RUI MASSENA BAND| Apresentação do novo trabalho III. Casa das Artes de Famalicão.


RUI MASSENA BAND

Apresentação do novo trabalho III

Musica

11 de maio| Sábado | 21h30 |

Entrada: 14 euros. Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 7 Euros

M/6

Duração: 80 min

Rui Massena acabou de editar "III", novo trabalho que mereceu selo internacional da prestigiada Deutsche Grammophon, talvez a mais importante marca do universo da música erudita. O trabalho de composição de Rui Massena e a fixação em disco que ocorreu entre Berlim e o Porto e que contou com Tobias Lehman e Mário Barreiros como grandes aliados será agora levado para o palco, com o compositor e pianista a voltar a contar com o apoio imprescindível da sua Band. "Desde os primeiros espectáculos com a Band que fui amadurecendo o material que depois gravámos no Porto. Agora está na hora de o acolher de novo no palco", refere Rui Massena. "Este trabalho contém uma intenção sonora muito diferente pelo que o concerto irá reflectir isso mesmo, essa procura de novos caminhos para a minha música". Rui Massena pretende apresentar "III" na íntegra sem esquecer alguns dos mais importantes trabalhos dos seus dois primeiros álbuns e até, vai avisando, "um par de inéditos que podem sempre ser oportunos". Com o seu piano, electrónica elegante e subtil, novas composições e a já muito rodada Band com que Rui Massena possui uma relação quase telepática, o concerto em torno do material de "III" promete ser o mais ambicioso da carreira do aplaudido compositor.

Rui Massena has just published "III", a new work that received the international seal of the prestigious Deutsche Grammophon. This concert will be around the material of "III”.

CAPITÃO FAUSTO Apresentação do novo trabalho A INVENÇÃO DO DIA CLARO | Casa das Artes de Famalicão.


CAPITÃO FAUSTO

Apresentação do novo trabalho A INVENÇÃO DO DIA CLARO

Musica | Pop

4 de maio| Sábado | 21h30 | Grande Auditório

Entrada: 14 euros. Estudante e Cartão Quadrilátero Cultural: 7 Euros

M/6

Duração: 80 min

A história de Tomás, Salvador, Francisco, Manuel e Domingos tem o seu primeiro capitulo em 2011, com “Gazela” – o Álbum de estreia. Ali encontramos a urgência das canções juvenis, dos hinos pop que se cantam e sabem sempre a pouco.

Em 2019 revelam “A Invenção do Dia Claro”, quarto disco de originais dos Capitão Fausto. Gravado nos Red Bull Studios São Paulo por Rodrigo "Funai" Costa, assistido por Alejandra Luciani e Fernando Ianni foi produzido e misturado em Alvalade pela própria banda. A masterização esteve a cargo de Brian Lucey no Magic Garden Mastering em Los Angeles. A capa é da responsabilidade de Vitor da Silva, ilustrador e designer gráfico responsável pela criação do grafismo de jornais notáveis como o “Expresso”, o “Tempo” e "Correio da Manhã".

“Sempre Bem”, “Faço As Vontades” e “Amor, a nossa vida” mostram uma banda que renasce a cada disco, que se renova com o cuidado de quem quer construir uma carreira sólida, de uma forma aparentemente galopante mas sem o torpor do deslumbramento.

Apaixonados por Cartola, samba e choro, foram ao Brasil apostados em reinventar-se. 2019 prepara-se para receber de braços abertos, o regresso de uma das bandas mais importantes da sua geração.