segunda-feira, 24 de outubro de 2005

:: NOVEMBRO + Sons em Trânsito ::

Música Electrónica
“Our Aura Hour”
KEVIN BLECHDOM + PLANNINGTOROCK (US/DE)

1 Novembro terça 21.30 grande auditório
Entrada: 5 euros (preço único)
www.kevyb.com
www.chicksonspeed-records.com


Música Alternativa
JARBOE (US)
Voz: Jarboe
Baixo e Violino: Paz Lenchantin
Baterias: Phil Petrocelli e Mike Rollins
Guitarras: Nic Le Ban
2 Novembro quarta 21.30 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)
www.thelivingjarboe.com

Clássicos do Bailado Internacional
“O Lago dos Cisnes” (1ª parte)
CONCERTO PEDAGÓGICO

3 Novembro quinta 15.00 grande auditório
Entrada: 1 euro

Clássicos do Bailado Internacional
“O Lago dos Cisnes” (2ª parte)
ATELIER PEDAGÓGICO

10 Novembro quinta 15.00 grande auditório
Entrada: livre (mediante inscrição)

Clássicos do Bailado Internacional
Ballet Estatal do Palácio da Música de Kiev
O LAGO DOS CISNES

Música: Pytor Ilyich Tchaikovsky
Coreografia: Valery Kovtun
10 Novembro quinta 22.00 grande auditório
Entrada: 15 euros (preço único)

Música Moderna Portuguesa
POST HIT
11 Novembro sexta 22.00 café-concerto
Entrada: 5 euros (preço único)
www.ptgate.pt/posthit

Música Alternativa
“Open Cuts”
MEIRA ASHER + GUY HARRIES (ISRAEL/HOLANDA)

12 Novembro sábado 22.00 grande auditório
Entrada: 5 euros (preço único)
www.meiraasher.com

Novo Circo
Cie O Último Momento
PEUT-ÊTRE (FR)

16 Novembro quarta 22.00 grande auditório
Entrada: 5 euros (preço único)

Música Alternativa
BARBEZ + SIKHARA (US)
18 Novembro sexta 22.00 grande auditório
Entrada: 5 euros (preço único)
www.barbez.com
www.vidioatak.org/insect/sikhara


Música Ibérica
Concerto para violino e guitarra
DUO MARR/BARCELÓ (ES)

19 Novembro sábado 22.00 pequeno auditório
Entrada: livre

Música Alternativa
JAMES YORKSTON (US)
20 Novembro domingo 22.00 café-concerto
Entrada: 5 euros (preço único)
www.jamesyorkston.co.uk

Sons em Trânsito
“Atelier de Hip-Hop”
D. MARS (Rapper) & RUI MIGUEL ABREU (Jornalista)

21, 22 e 23 Novembro segunda, terça e quarta 10.30 café-concerto
Entrada: 1 euro (mediante inscrição)

Sons em Trânsito
“Atelier de Construção de Instrumentos Musicais”
PANGEIA INSTRUMENTOS

21, 22 e 23 Novembro segunda, terça e quarta 15.30 sala de ensaios
Entrada: 1 euro (mediante inscrição)

Sons em Trânsito
“Hora do Conto”
ANTÓNIO FONTINHA (PT)

24 Novembro quinta 10.30 e 15.30 pequeno auditório
Entrada: 1 euro

Sons em Trânsito
CELSO FONSECA (BRASIL)
24 Novembro quinta 22.00 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)
www.celsofonseca.com.br

Sons em Trânsito
“Serão de Conta Contos”
ANTÓNIO FONTINHA (PT) + CARLES DOMINGO (ES)

24 Novembro quinta 00.00 café-concerto
Entrada: livre

Sons em Trânsito
VICTOR GAMA (PT) + FAIZ ALI FAIZ (PAQUISTÃO)
25 Novembro sexta 21.30 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)
www.pangeiainstrumentos.org
www.accords-croises.com


Sons em Trânsito
MAHMOUD AHMED (ETIÓPIA)
30 Novembro quarta 21.30 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)

Sons em Trânsito
ARMENIAN NAVY BAND (ARMÉNIA)
1 Dezembro quinta 22.00 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)
www.albakultur.de

Sons em Trânsito
“Hora do Conto”
DIEGO CALAVIA (ES)

2 Dezembro sexta 10.30 e 15.30 pequeno auditório
Entrada: 1 euro

Sons em Trânsito
JUNE TABOR (INGLATERRA)
2 Dezembro sexta 22.00 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)
www.topicrecords.co.uk

Sons em Trânsito
TOUMANI DIABATÉ & THE SYMMETRIC ORCHESTRA (MALI)
3 Dezembro sábado 22.00 grande auditório
Entrada: 8 euros (preço único)

Sons em Trânsito
“Serão de Conta Contos”
NOEMÍ CABALLÉ + DIEGO E CARLES PEDRAGOSA (ES)

3 Dezembro sábado 00.00 café-concerto
Entrada: livre

segunda-feira, 17 de outubro de 2005

Um novo ciclo...


Clássicos do Bailado Internacional
“O Lago dos Cisnes” (1ª parte)
CONCERTO PEDAGÓGICO

3 Novembro quinta 15.00 grande auditório
Entrada: 1 euro
Esta iniciativa, dirigida ao público escolar, pretende preparar os alunos para receber melhor a obra no seu todo, dessacralizando o universo do bailado e da música clássica. O concerto está a cargo do pianista António Oliveira (professor no Conservatório de Música do Porto) e do violinista Carlos Pinto da Costa (director pedagógico da escola de Música de Esposende), sendo comentado por Mário Azevedo (professor de Repertório na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto).

Clássicos do Bailado Internacional
“O Lago dos Cisnes” (2ª parte)
ATELIER PEDAGÓGICO

10 Novembro quinta 15.00 grande auditório
Entrada: livre (mediante inscrição)
Segunda parte da acção pedagógica iniciada com o concerto comentado. Visita guiada aos bastidores e assistência ao ensaio geral do Ballet Estatal do Palácio da Música de Kiev.

Clássicos do Bailado Internacional
Ballet Estatal do Palácio da Música de Kiev
O LAGO DOS CISNES

Música: Pytor Ilyich Tchaikovsky
Coreografia: Valery Kovtun
10 Novembro quinta 22.00 grande auditório
Entrada: 15 euros (preço único)
O corpo de baile do Ballet Estatal é constituído pelos melhores bailarinos, formados na academia do Palácio da Música de Kiev. Os solistas e os directores integram tanto o Ballet do Palácio da Música como da Ópera de Kiev, sendo grandes figuras do panorama internacional do ballet clássico.

sexta-feira, 14 de outubro de 2005

Ópera electrónica hiperactiva...




Música Electrónica
“Our Aura Hour”
KEVIN BLECHDOM + PLANNINGTOROCK (US/DE)

1 Novembro terça 21.30 grande auditório
(31 Outubro segunda 23.00 zdb - galeria zé dos bois)
Entrada: 5 euros (preço único)
www.kevyb.com
www.chicksonspeed-records.com


Das mais carismáticas e produtivas figuras da sempre produtiva e hiperactiva cena electrónica californiana, a par de Matmos, Kid 606, Blevin Blectum ou Lesser, Kevin Blechdom regressa a Portugal para apresentar o seu novo álbum, «Eat My Heart Out», editado pela Chicks On Speed.

Se o seu trabalho, especialmente no contexto de uma actuação, sempre se pautou por uma forte componente performativa teatral, «Eat My Heart Out» leva essa tendência até ao campo da ópera electrónica, arriscadíssima iniciativa que completou com todo o sucesso.

Apesar de elementos pertencentes ao domínio do camp, Kevin está já num patamar de ser tão boa a ter mau gasto que quaisquer sublinhados à importância do «kitsch» na sua arte vão perdendo cada vez mais o sentido. «Eat My Heart Out» encontra o que «Tommy» e os Who se esforçaram demais para obter, através de um laptop e de um elenco de personagens produtiva da esquizofrenia de Blechdom, que faz os mais variados papéis, enquanto disseca a dor e a solidão pós-relacional ao longo de dezanove faixas. Pegando em exemplos de sucesso da ópera na canção pop - lembremo-nos dos esforços neste campo de Ray Davies com os Kinks -, Blechdom parece ir tragar esteticamente aos épicos dos Styx e Spinal Tap, mantendo um apreço especial por instrumentação acústica mal sintetizada (trompetes e percussão cortesia tanto Casio 80s quanto Macintosh), filtrado pelo passado académico que teve na celebrada Mills College (onde tomou contacto com os campos mais experimentação da música e programação electrónica).

PLANNINGTOROCK

Propriedade artística de Janine Rostro, Planningtorock apresenta uma proposta muito pouco usual dentro dos campos da música electrónica. Lembrando mais bandas de género e sensibilidades femininas da no-wave e do pós-punk (pense-se em Mars, Y Pants, Ut ou Slits) do que «patches» de Max/MSP, Rostro traz a sua bruxaria de teclados e vocalizações de pop macabra para o palco, acompanhada de personagens faz-de-conta simétricas, que são projectadas sobre o seu corpo.

Actualmente alternando residência entre o Reino Unido e Berlim, tornou-se recentemente fundadora de uma editora, a Rostron, na qual já publicou trabalhos de Kevin Blechdom, Soft Pink Truth ou Max Turner. Entusiastas dos Deerhoof, Kate Bush, Laurie Anderson, «Return of Zelda», «Wizard of Oz» ou «Tron» estão mais que encorajados a marcar presença.

OUR AURA HOUR
(Kevin Blechdom + Planningtorock)


Espectáculo estreado este ano em Berlim, o «Our Aura Hour» é o trabalho de Kevin Blechdom e Planningtorock, tanto aglutinado quanto sobreposto e colaborativo. Criando vídeo, «performance», teatro e, claro, música, o «Our Aura Hour» contém ainda uma série de peças criadas propositadamente para o projecto em questão. Harmonias vocais em duo, sapateado, laptops, banjo ou um corpo de baile em vídeo, são alguns dos elementos deste evento, que foi recentemente apresentado também em Londres. Parece que é festa a sério.


terça-feira, 11 de outubro de 2005

O regresso de um génio...


Música Alternativa
MARK EITZEL (EUA)
19 Outubro quarta 23.30 café concerto
Entrada: 5 euros (preço único)
www.markeitzel.com
www.exitproductions.com/amc


Mark Eitzel, líder carismático da banda de culto americana American Music Club (AMC), regressa a Portugal para apresentar o seu novo álbum “Candy Ass”, recentemente editado. Depois de ter passado por Portugal a solo, o ano passado, pelo palco songwriters em Paredes de Coura, e de já este ano ter pisado palcos nacionais com os AMC no passado mês de Maio, é a vez de termos o regresso do génio de Eitzel à solta e a solo num concerto que, pelas características e dimensões do espaço, se prevê tão intenso, quanto único, algo a confirmar no próximo dia 19 de Outubro, no café-concerto da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, pelas 23h30.

Quer com a sua carreira a solo, quer como líder da banda de culto americana AMC, Mark Eitzel colocou-se claramente ao lado dos nomes mais sonantes da música contemporânea. Excelente cantor acaba também por ganhar enorme notoriedade pelo seu brilhantismo como compositor, combinando a energia do punk, a beleza pastoral da folk e o melodrama por vezes presente na música indie, para construir um dos conjuntos de poemas mais impressionantes e “negros” da pop moderna.

Nascido a 30 de Outubro de 1959, em Walnut Greek (Califórnia), o serviço militar leva-o a todo o lado desde a Grã-Bretanha até Colombo no Ohio. No começo da sua adolescência descobre o cristianismo, mas com 16 anos rejeita a religião em favor do álcool. A sua relação de amor/ódio com a garrafa tornou-se muito mais importante que o subsequente trabalho como performer. Inspirado pelo punk, formou ocasionalmente o seu próprio grupo, os Naked Skinnies, e com eles mudou-se para San Francisco em 1980, mas a banda dissolveu-se rapidamente tendo três anos mais tarde formado os AMC.

A existência ao longo de doze anos dos AMC foi muito tumultuosa. Eitzel enfrenta os demónios em palco e ganha notoriedade pela reputação menos positiva (apesar do elogio da crítica). Abandona a banda por diversas vezes e, em 1991, enquanto lidera ainda os AMC, começa a sua carreira a solo com “Songs of Love”, um registo acústico gravado ao vivo em Londres. O subsequente single gravado para a Matador, o fabuloso “Take Courage”, faz aumentar os rumores acerca do fim da banda, mas a verdadeira “implusão” não acontece antes da gravação de “San Francisco” em 1994. Pelo meio grava “Son” com os Toiling Midgets, assumindo aqui também o papel de vocalista. Nessa altura Eitzel começa a perseguir o reconhecimento na sua carreira a solo, com a edição de “60 Watt Silver Lining”, em 1996. Em 1997, Eitzel forma equipa com Peter Buck, guitarrista dos REM, e numa questão de dias escrevem e gravam “West”, que cruza os poemas de Eitzel com a inteligência e as melodias pop de Buck.

Em 1998, “Caught In A Trap…” é gravado com ajuda de Steve Shelley dos Sonic Youth e James McNew dos Yo La Tengo. Em 2002 grava dois álbuns de covers. Um tributo ao trabalho de outros songwriters, “Music for Courage and Confidence”, e outro, que é um olhar do passado das suas próprias canções nos AMC, interpretadas com um grupo folk Grego - “The Ugly American”. Em 2005, os AMC voltam às edições com “Love Songs for Patriots”, mas Mark Eitzel, apesar disso, acaba também de editar mais um álbum a solo, “Candy Ass”, provando uma vez mais a sua enorme capacidade criativa.

Discografia seleccionada de Mark Eitzel a solo:
Songs of Love – Live - Demon Records (1991)
Take Courage - 7" - Matador Records (1991)
60 Watt Silver Lining - Warner Bros. (1996)
West - Warner Bros. (1997)
Lover's Leap USA - Self-released in 1997
Caught In A Trap And I Can't Back Out 'Cause I Love You Too Much, Baby - Matador Records (1998)
The Invisible Man - Matador Records (2001)
Eitzel Superhits International - Self-released (2001)
Live on WFMU - Self-released (2001)
Proclaim Your Joy - 7" - Matador Records (2001)
Music for Courage and Confidence - New West Records (2002)
The Ugly American - Tongue Master (2003)
Candy Ass - Cooking Vinyl (2005)

Discografia seleccionada de Mark Eitzel nos AMC:
The Restless Stranger - Grifter Records (1985)
Engine - Frontier/Grifter Records (1987)
California - Demon Records (1988)
United Kingdom - Demon Records (1989)
United Kingdom/California - Demon Records (1990)
Everclear - Alias Records (1991)
Mercury - Virgin/Reprise Records (1993)
Johnny Mathis' Feet + Live Tracks - Reprise Records (1993)
San Francisco - Virgin/Reprise Records (1994)
American Music Club 1984-1995 - Undertow Music (2004)
Love Songs for Patriots - Cooking Vinyl (2005)
A Toast to You - self-released (2005)

Discografia seleccionada de Mark Eitzel nos Toiling Midgets:
Son - Matador (1992)

Concerto para apreciadores de:
Jeff Buckley
Elliott Smith
(Smog)
Cat Power
Damien Jurado
Vic Chesnutt
Freedy Johnston
The Silver Jews
The Pernice Brothers
Mark Lanegan
Hederos & Hellberg
Mark Hollis
Matt pond PA
Matt Keating
Jenny Toomey
Bruce Cockburn
Joe Henry
Jakob Dylan
The Apartments
Dave Schramm
Joel Phelps

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Jazz em português...

Jazz
CARLOS POLÓNIA
Voz, Guitarra e Harmónica: Carlos Polónia
Guitarra e Voz: António Mão de Ferro
Baixo: Manuel Barros
Bateria: Tony Thorpe
15 Outubro sábado 23.30 café concerto
Entrada: 5 euros (preço único)

Carlos Polónia, músico multifacetado e verdadeiro homem do blues, actua no dia 15 de Outubro, sábado, no café-concerto da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, pelas 23h30. A acompanhá-lo surgem António Mão de Ferro (guitarra e voz), Manuel Barros (baixo) e Tony Thorpe (bateria).

O humor, presente nas letras e intervenções do cantor, cria um espectáculo único e delirante, cheio de mordacidade, politicamente incómodo e de crítica de costumes, com uma sólida base musical. Nos concertos, o destaque vai assim para o humor e actualidade q.b., num espectáculo em que vale a pena estar atento às letras originais, na sua maioria do próprio Carlos Polónia e de Pedro Taveira, que sabem deixar uma boa fotografia de época, disparando farpas em diversas direcções, denunciando a hipocrisia reinante, abordando de forma mordaz temas incómodos e politicamente incorrectos como a toxicodependência, o alcoolismo, a exclusão, o nazismo, o racismo, não deixando de aprofundar assuntos como a perda, a solidão e o amor.

Polónia reconhece a inspiração na tradição da análise sociológica e crítica de costumes deixada por Gil Vicente, Bocage e Eça de Queirós. No Porto, de onde é natural, consideram-no o verdadeiro homem do blues, cantado em português, com pronúncia e gíria genuínas!!!

“Acústico”, o seu trabalho mais importante, revela uma sonoridade electro-acústica, dentro do que se pode designar como blues canção urbano. Gosta de ouvir Peter Green, James Cotton, JJ Melteau, Johny Winter, John Mayal e Steve Morse entre muitas outras coisas. Como baterista, harmonicista, guitarrista ou cantor, este músico multifacetado tem colaborado em inúmeros projectos artísticos, incluindo uma passagem pelo cinema (“Coraçõe Periféricos”, de Fernando Ávila, com argumento de Carlos Tê).

Acompanhou desde cedo o nascer do chamado Rock Português, tocando com a sua banda nas primeiras partes dos UHF e dos Afonsinhos do Condado. A sua experiência vem desde a banda de uma Igreja de Frades Capuchinhos, onde tocava bateria madrepérola, aos concertos de promoção e gravação, no papel de guitarrista e vocalista, do álbum do João C. Bom, tendo este trabalho sido produzido e apadrinhado por Rui Veloso, que inclusivamente tocou guitarra nalguns temas. Fez o trabalho diário no circuito de bares e discotecas por todo o país, durante vários anos. Recentemente participou no disco de Luís Portugal com duas canções.

sexta-feira, 7 de outubro de 2005

Para os mais novos...


Musical
A FLAUTA (QUASE) MÁGICA
Companhia de Música Teatral
Música e Direcção Artística: Paulo Maria Rodrigues
Encenação: José Geraldo
Multimédia Interactiva: Luís Girão
Animação Visual: João Raposo
Espaço Cénico e Figurinos: Pedro Andrade
Som: Nuno Oliveira
Desenho de Luz: Manuel Alão
Intérpretes: Ana Paula Almeida, Isabel Nogueira, Jorge Leal, Nuno Dias e Paulo Neto
14 Outubro sexta 21.30
15 Outubro sábado 16.00
16 Outubro domingo 11.00
Grande auditório
Entrada: 5 euros (preço único)
www.musicateatral.com

Criado a pensar nas crianças, estreia na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, no dia 14 de Outubro, o musical “A Flauta (Quase) Mágica”, uma reinterpretação de “A Flauta Mágica” de Mozart, pela Companhia de Música Teatral.

Partindo da ideia e do material musical original, pretende-se fazer uma reescrita da peça, mantendo algum referencial de partida, mas usando sobretudo ideias originais, musicais e dramáticas. No centro está a figura de DJ Moz, um músico verdadeiramente transdisciplinar e actual que se socorre dos vários talentos de uma equipa criativa, e também do público, para criar algo que está algures entre uma peça de música, de teatro e de arte digital.

Pensado para todas as idades, o humor e a caricatura são elementos chave, bem como a conjugação de várias linguagens musicais, artísticas e uma forte componente tecnológica. No primeiro dia, sexta-feira, o espectáculo tem início às 21h30; no segundo dia, 15 de Outubro, sábado, às 16h00; e no último dia, 16 de Outubro, domingo, às 11h00.

A Companhia de Música Teatral (CMT), autora do espectáculo, procura dinamizar a produção de iniciativas de carácter interdisciplinar, privilegiando a música como ponto de partida para a interacção entre várias técnicas e possibilidades de comunicação artística. Desde a sua fundação, a CMT tem criado e apresentado espectáculos em Portugal e Espanha. As suas criações incluem os espectáculos As Cidades e a Serra, Uma Prenda para Eugénio de Andrade (em co-produção com o Coro de Câmara de Lisboa), O Gato das Notas, BebéBabá, Andakibébé, Nós e Vozes e as instalações interactivas BébéCúcú e Tribunal da Ralação (em co-produção com a Artshare).

A CMT tem desenvolvido um trabalho pioneiro de articulação entre a investigação académica, a produção artística, a criação tecnológica, o envolvimento da comunidade e a divulgação para o público de ideias recentes sobre a importância da experiência musical nas idades mais precoces. Prosseguindo fins educativos e de divulgação, a CMT tem promovido a difusão das obras apresentadas a público através da edição em vários suportes, tendo editado já o vídeo O Gato das Notas e, em parceria com a editora Campo das Letras, as obras Andakibebé (livro e CD) e BebéBabá - da musicalidade dos afectos à musica com bebés (livro e vídeo; publicado também nos EUA).

terça-feira, 4 de outubro de 2005

"Injustamente esquecidos"...


Música Moderna Portuguesa
CORSAGE
7 Outubro sexta 23.30 café concerto
Entrada: 5 euros
www.corsagemusic.com

Quando na sexta-feira, 7 de Outubro, pelas 23h59, terminar a campanha eleitoral para as eleições autárquicas, os Corsage estarão por essa altura a tomar conta do palco do café concerto da Casa das Artes. Esta será sem dúvida uma excelente oportunidade de se iniciar o período de reflexão, com continuidade no dia seguinte, na presença do duo americano dream pop Parker and Lily.

Os Corsage navegam num caldeirão musical estimulante desde o surf rock ao brit pop, e mais um sem número de referências que, segundo os próprios, vão desde The Go-Betweens a Roxy Music, passando por Tom Waits e Burt Bacharach. No entanto é ainda possível inserir a banda no universo que viaja entre uns The Walkabouts, Nick Cave, Costeau, Tindersticks e Calexico.

Os Corsage formaram-se em 2003 tendo como membros fundadores Pedro Temporão (baixo, também elemento dos Raindogs e fundador dos extintos Cello) e Henrique Amoroso (vocais, saxofone e percussão). A necessidade de criar composições menos escuras e outonais tão características dos Raindogs foram o mote. Mais tarde juntaram-se Fred Cunha (bateria e percussão) e Carlos Santos (teclas), ambos também elementos dos Raindogs. Já na segunda metade de 2004, aderiram à causa Gonçalo Botelho (guitarras) e Nuno Damião (trompete e guitarra).

Apesar de projecto paralelo de alguns elementos dos Raindogs, tal não significa um mero passatempo, tendo vindo paulatinamente a merecer reconhecimento por parte do público e da crítica. Com apenas um EP homónimo editado em 2004 pela Camouflage Records, recheado de melodias introspectivas mas sem o ar soturno dos Raindgos, os Corsage conseguiram ver o seu registo de estreia reconhecido como o segundo melhor de 2004, segundo os ouvintes da Rádio Universidade de Coimbra, numa votação realizada no programa Santos da Casa (o mais antigo programa de rádio inteiramente dedicado à música portuguesa) e viram o seu vídeo “Wedding By The Mall” conquistar também a primeira posição no TOP5 do programa “Ultrasons” transmitido pela RTPN.

Já em 2005, os Corsage gravaram uma versão para “Rhymes Of Goodbye” de Scott Walker, que faz parte da compilação tributo “Angel Of Ashes” editada pela Transformadores, dedicada a este artista, considerado uma das maiores referências do rock "made in UK". Neste momento, preparam um álbum que deverá ver a luz do dia ainda este ano, podendo já alguns dos temas ser escutados em versão demo na página oficial da banda.

No seu primeiro EP, os Corsage contaram ainda com a participação de Matt Howden, que toca violino em "The Getaway" e "Friendly Sun". Matt Howden, para além da sua carreira a solo, é ainda membro dos Raindogs, Hawthorn e Sol Invictus (o seu projecto de maior visibilidade).

DISCOGRAFIA ::

Corsage (EP) - 2004 - Camouflage Records

POSTO DE ESCUTA ::

http://www.corsagemusic.com/mp3/Rhymes%20Of%20Goodbye.wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/The%20Getaway.wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/Love%20Is%20A%20Pirate%20(excerto).wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/Wedding%20By%20The%20Mall%20(excerto).wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/Ride%20On%20My%20Cortina%20(excerto).wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/God%20Save%20McQueen%20(excerto).wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/La%20Strada%20Suite%20(excerto).wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/Friendly%20Sun%20(excerto).wma
::
http://www.corsagemusic.com/mp3/You%20Suicide%20Me%20(excerto).wma

domingo, 2 de outubro de 2005