sexta-feira, 7 de outubro de 2005

Para os mais novos...


Musical
A FLAUTA (QUASE) MÁGICA
Companhia de Música Teatral
Música e Direcção Artística: Paulo Maria Rodrigues
Encenação: José Geraldo
Multimédia Interactiva: Luís Girão
Animação Visual: João Raposo
Espaço Cénico e Figurinos: Pedro Andrade
Som: Nuno Oliveira
Desenho de Luz: Manuel Alão
Intérpretes: Ana Paula Almeida, Isabel Nogueira, Jorge Leal, Nuno Dias e Paulo Neto
14 Outubro sexta 21.30
15 Outubro sábado 16.00
16 Outubro domingo 11.00
Grande auditório
Entrada: 5 euros (preço único)
www.musicateatral.com

Criado a pensar nas crianças, estreia na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, no dia 14 de Outubro, o musical “A Flauta (Quase) Mágica”, uma reinterpretação de “A Flauta Mágica” de Mozart, pela Companhia de Música Teatral.

Partindo da ideia e do material musical original, pretende-se fazer uma reescrita da peça, mantendo algum referencial de partida, mas usando sobretudo ideias originais, musicais e dramáticas. No centro está a figura de DJ Moz, um músico verdadeiramente transdisciplinar e actual que se socorre dos vários talentos de uma equipa criativa, e também do público, para criar algo que está algures entre uma peça de música, de teatro e de arte digital.

Pensado para todas as idades, o humor e a caricatura são elementos chave, bem como a conjugação de várias linguagens musicais, artísticas e uma forte componente tecnológica. No primeiro dia, sexta-feira, o espectáculo tem início às 21h30; no segundo dia, 15 de Outubro, sábado, às 16h00; e no último dia, 16 de Outubro, domingo, às 11h00.

A Companhia de Música Teatral (CMT), autora do espectáculo, procura dinamizar a produção de iniciativas de carácter interdisciplinar, privilegiando a música como ponto de partida para a interacção entre várias técnicas e possibilidades de comunicação artística. Desde a sua fundação, a CMT tem criado e apresentado espectáculos em Portugal e Espanha. As suas criações incluem os espectáculos As Cidades e a Serra, Uma Prenda para Eugénio de Andrade (em co-produção com o Coro de Câmara de Lisboa), O Gato das Notas, BebéBabá, Andakibébé, Nós e Vozes e as instalações interactivas BébéCúcú e Tribunal da Ralação (em co-produção com a Artshare).

A CMT tem desenvolvido um trabalho pioneiro de articulação entre a investigação académica, a produção artística, a criação tecnológica, o envolvimento da comunidade e a divulgação para o público de ideias recentes sobre a importância da experiência musical nas idades mais precoces. Prosseguindo fins educativos e de divulgação, a CMT tem promovido a difusão das obras apresentadas a público através da edição em vários suportes, tendo editado já o vídeo O Gato das Notas e, em parceria com a editora Campo das Letras, as obras Andakibebé (livro e CD) e BebéBabá - da musicalidade dos afectos à musica com bebés (livro e vídeo; publicado também nos EUA).

3 comentários:

Anónimo disse...

Just thought I'd let you know about a site where you can make over $800 a month in extra income. Go to this site   MAKE MONEY NOW  and put in your zip code..... up will pop several places where you can get paid to secret shop, take surveys, etc.  It's free.  I found several and I live in a small town!

Anónimo disse...

Previous articles, in the OJR archives
Six lessons from online coverage of Hurricane Rita | By Mark Glaser, September 27, 2005 * Though Rita's damage wasn't as widespread as Katrina's, Big Media got more personal this time - and bloggers used local ...
work from home

Anónimo disse...

É de lamentar que, para além de raras estas iniciativas sejam tão pouco e tardiamente divulgadas. Espero que num proximo espectáculo consiga ter conhecimento atempada para pode assistir. Continuem por favor.