quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Exposição de Pintura de Regina Silva


Título da exposição “Descalça na calçada”

De 5 a 31 Janeiro no Foyer da Casa das Artes

“Descalça na calçada”
É uma jornada pelas tradições seculares,
ao encontro de um povo predestinado aos grandes feitos,
a quem o mar revela os seus segredos,
a terra alimenta
e as águas das fontes saciam;
Um povo hospitaleiro, generoso,
que ri com graça,
e canta na desgraça,
pintando a vida em cores garridas.
Este povo, com alma orgulhosamente lusitana,
que crê, cria o seu destino
mas, mister da Saudade,
por a ela estar fadado,
é refém do seu Fado!

3 comentários:

Rui Pedro disse...

Embora a amizade possa condicionar a minha opinião, farei um esforço de imparcialidade para deixar aqui um comentário a esta exposição de pintura.
Assim, e pegando nas palavras contidas no poema que serve de mote à exposição, não tenho qualquer dúvida de que o fado, o destino, da Regina Silva será este, o da pintura!
Parabéns e obrigado pela exposição.

Jorge Castelar disse...

Para quem conhece e acompanha o trabalho da Regina, nota-se uma evolução, mais técnica do que temática, ao nível da pintura, cujo trabalho penso constituir um belíssimo exemplo de arte contemporânea primitiva. É-me caro o enfoque no elemento popular e quotidiano, e o sentido de humorque perpassa a generalidade dos trabalhos.
No que diz respeito à componente escultórica da exposição, destacaria a originalidade das peças, com um ênfase muito particular no trabalho cerâmico cuja beleza, originalidade, delicadeza e bom-gosto sugerem e auguram um futuro promissor, assim a quantidade do trabalho permita concretizar esta promessa, porque a qualidade é já uma certeza.
Sinceros parabéns à autora e à casa das artes de Famalicão, pela feliz iniciativa.

Ana Rosmaninho disse...

Mais uma exposição desta nossa artista...cheia de alma e sentimento.Na verdade as suas obras nada mais são do que um pouco dela mesma...humor...amor...
sempre com tanto para dar.
Uma exposição imperdível para qualquer apreciador de arte...e não só.Um grande bem haja à artista e à Casa das Artes os meu votos de continuação de um excelente trabalho.