terça-feira, 2 de agosto de 2022

IV EDIÇÃO JOF - JOVEM ORQUESTRA DE FAMALICÃO de 29 de agosto a 3 de setembro | Casa das Artes de Famalicão

 IV Edição JOF - Jovem Orquestra de Famalicão

Maestro e Diretor Artistico: José Eduardo Gomes

Concertos

2 de Setembro | Sexta-feira| 21h30| Grande Auditório

3 de Setembro | Sábado| 18h00| Grande Auditório

Entrada: a entrada é livre à lotação da sala, sendo necessário o levantamento prévio do bilhete que terá lugar marcado.

M/6

Duração: 90 min


A Casa das Artes de Famalicão / Município de Vila Nova de Famalicão organizam de 29 de agosto a 3 de setembro, a IV Edição do JOF - Jovem Orquestra de Famalicão, um estágio/residência e a apresentação de orquestra sinfónica de curta duração, na Casa das Artes, dirigido a jovens instrumentistas oriundos e/ou com formação pré-universitária em Vila Nova de Famalicão. Serão 87 as vagas disponíveis, divididas pelos instrumentos de cordas (violinos, violas, violoncelos, contrabaixos), sopro (flautas, oboés, clarinetes, fagotes, trompas, trompetes, trombones tenor, trombone baixo e tuba), harpa e instrumentos de percussão.

O Estágio JOF procura responder a características únicas do território de Vila Nova de Famalicão, nomeadamente a existência de um forte e dinâmico ecossistema cultural associado ao ensino artístico especializado e ao ensino profissional de música, composto pelas seguintes entidades: CCM – Centro de Cultura Musical, ArtEduca – Conservatório de Música de Vila Nova de Famalicão e ARTAVE – Escola Profissional Artística do Vale do Ave.

Muitos destes alunos do concelho de Famalicão têm prosseguido estudos e carreiras profissionais por outras instituições em Portugal e por toda a Europa. O Estágio JOF procura valorizar estes jovens músicos, em formação e em atividade profissional em Portugal e no Estrangeiro, promovendo o diálogo intercultural entre Famalicão e a sua Diáspora, estabelecendo pontes entre o ensino artístico proporcionado na região e o ensino superior. Simultaneamente, procura sensibilizar a comunidade Famalicense para a música clássica, em particular para o repertório orquestral, e promover o binómio artes-educação.

Programa
"Sem pedras não há arco" de Ângela da Ponte

 Sinfonia nº 1 de Gustav Mahler.

The forth edition of Famalicão’s Young Orchestra.